Voltar para o topo

Notícias

27/01/16 14:59

Presidente Paulo Wanderley é homenageado pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão

Cônsul Tsuyoshi Yamamoto foi o responsável pela entrega do Diploma de Honra ao Mérito na noite desta terça-feira, 26, no Rio de Janeiro

O presidente Paulo Wanderley Teixeira foi homenageado na noite desta terça-feira, 26 de janeiro, no Rio de Janeiro. O Cônsul-Geral do Japão no Rio de Janeiro, Tsuyoshi Yamamoto, foi o responsável por entregar o “Diploma de Honra ao Mérito do Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão” ao dirigente máximo do judô brasileiro. Em seu discurso, Yamamoto destacou o grande número de praticantes da nobre arte de Jigoro Kano no Brasil, bem como o grande desempenho esportivo do judô brasileiro nos Jogos Olímpicos.

“Como cônsul-geral do Japão, país onde o judô se originou, queria expressar meu profundo respeito e gratidão ao Sr. Paulo Wanderley Teixeira por dedicar sua vida na difusão do judô em todo o Brasil, mantendo o espírito e a filosofia original desta arte marcial. E creio ser desnecessário mencionar a riqueza do currículo do Sr. Teixeira no cenário do judô brasileiro, que deve muito de sua popularidade e êxito à paixão e ao devotamento dele por esta modalidade”, disse. “Gostaria também de dizer aos senhores que senti uma grande admiração ao tomar conhecimento do projeto social “Avança Judô” promovido pela Confederação Brasileira de Judô. Achei extraordinário esse programa que tem o objetivo de ensinar o judô a crianças e jovens, principalmente em áreas menos favorecidas. Acredito que esse tipo de iniciativa oferece a jovens carentes uma oportunidade preciosa de aprender o valor da vida através de atividades esportivas, o que é muito importante e significativo”.

Como convidados do consulado japonês estiveram Akiyoshi Shikada, presidente da Renmei – Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira do Estado do Rio de Janeiro; Minoru Matsuura, presidente da Rio Nikkei; Ken Kondo, cônsul adjunto; Hiroyuki Nagata, cônsul; Kentaro Kato, cônsul; Sho Yamashita, cônsul; Linna Kuwano, vice-cônsul; e Eiji Takeya, vice-cônsul.

Para dividir o momento com o presidente Paulo Wanderley Teixeira, estiveram presentes à cerimônia os presidentes das Federações do Rio de Janeiro e de São Paulo, Francisco Grosso e Alessandro Puglia; o campeão olímpico Rogério Sampaio; o gestor de alto rendimento da CBJ, Ney Wilson; o gerente de competição de judô da Rio 2016, Kenji Saito; os presidentes Helio Meirelles, da Confederação de Pentatlo Moderno; Carlos Fernandes, da Confederação Brasileira de Taekwondo; Paulo Pacheco, da Confederação Brasileira de Golfe; Sidney Rocha, da Confederação Brasileira de Hóquei Sobre a Grama; e Leslei Kikoler, representando o presidente do COB e CO Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman; além de familiares. Em seu discurso, Paulo Wanderley agradeceu a presença de todos e citou exemplos de sua ligação com o país do sol nascente.

“A minha história de vida, a partir dos 10 anos de idade , é estreitamente ligada ao judô e, por conseguinte, ao Japão. Pessoas como Lhofei Shiozawa, Liogi Suzuki, campeoníssimos brasileiros de décadas passadas, Haruki Uemura, Presidente do Instituto Kodokan do Japão, assim como Yasuhiro Yamashita, ícone do judo japonês e mundial, fizeram ou ainda fazem parte do meu cotidiano como dirigente esportivo. (...) Este é um dia especial na minha vida pessoal e profissional pois tudo aquilo que tenho como referência na minha vida, o trabalho sério, comprometimento, respeito, lealdade, disciplina , vieram de duas fontes primordiais: minha educação familiar e do meu esporte, o judô, que é um legado do Japão para o Brasil”, disse o presidente.

Confira abaixo a íntegra dos discursos de Cônsul-geral Tsuyoshi Yamamoto e do presidente da CBJ, Paulo Wanderley Teixeira.

“Senhoras e Senhores, boa noite.

Primeiramente, agradeço a presença de todos os senhores aqui presentes.

Estamos aqui reunidos em torno do senhor Paulo Wanderley Teixeira,  que foi agraciado com o “Diploma de Honra ao Mérito do Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, do ano de 2015”.  Fico muito feliz de recebê-lo aqui em minha residência, para poder cumprimentá-lo por essa honraria.

Tive conhecimento de que atualmente o Brasil tem mais de dois milhões de pessoas que praticam o judô – um número impressionante, comparado com o Japão, onde há cerca de 170 (cento e setenta mil) praticantes.  E o Brasil se destaca não só pelo número de praticantes, como também pelo alto nível competitivo, tendo ganho um total de 19 (dezenove) medalhas - 13 bronzes, 3 pratas e 3 ouros em Jogos Olímpicos.  Será um grande prazer para mim se pudermos ver as disputas nos próximos Jogos aqui no Rio, onde judocas brasileiros e japoneses vão lutar pela medalha de ouro.

Como cônsul-geral do Japão, país onde o judô se originou, queria expressar meu profundo respeito e gratidão ao Sr. Paulo Wanderley Teixeira por dedicar sua vida na difusão do judô em todo o Brasil, mantendo o espírito e a filosofia original desta arte marcial.   E creio ser desnecessário mencionar a riqueza do currículo do Sr. Teixeira no cenário do judô brasileiro, que deve muito de sua popularidade e êxito à paixão e ao devotamento dele por esta modalidade.

Como todos aqui sabem, o judô não é um mero esporte.  O objetivo do judô é o de fortalecer o corpo e o espírito ao mesmo tempo, visando uma perfeita formação da personalidade. A palavra judô significa “caminho gentil”, então o propósito primordial do judô é o de buscar o próprio caminho para contribuir com a sociedade, utilizando efetivamente a força do corpo e da mente obtida através de um treinamento sério. Congratulo também o Sr. Paulo Teixeira por ser um dos mais destacados judocas brasileiros que compreendem e aplicam essa virtude em todas as suas atividades cotidianas.

Gostaria também de dizer aos senhores que senti uma grande admiração ao tomar conhecimento do projeto social “Avança Judô” promovido pela Confederação Brasileira de Judô; achei extraordinário esse programa que tem o objetivo de ensinar o judô a crianças e jovens, principalmente em áreas menos favorecidas.  Tomei conhecimento de que cerca de 3.500 (três mil e quinhentos) jovens de 7 a 14 anos, de 16 (dezesseis) estados do Brasil, fazem aula gratuita de judô levando-os a conhecer os atrativos dessa arte marcial e a se educar para uma formação saudável do corpo e da mente. Acredito que esse tipo de iniciativa oferece a jovens carentes uma oportunidade preciosa de aprender o valor da vida através de atividades esportivas, o que é muito importante e significativo.

E neste sentido, o nosso Consulado quer contribuir também para a difusão do judô entre as crianças e jovens que moram nas comunidades no Rio.  Como exemplo, estamos trabalhando com o governo do município do Rio para realizar a reforma de um ginásio de judô localizado no bairro do Caju.  E no início de março planejamos organizar uma cerimônia e um workshop de judô junto com a UPP para a doação de 80 (oitenta) tatamis e cem uniformes de judô oferecidos pela All Japan Judo Federation.  Ficaremos muito gratos se pudermos contar com a valiosa ajuda do Sr. Paulo Teixeira e da Confederação Brasileira de Judô para organizar esses e outros eventos.

E com vistas à realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio este ano e em Tóquio em 2020 (dois mil e vinte), desejamos incentivar o intercâmbio entre o Japão e o Brasil com o objetivo de fortalecer ainda mais os laços de amizade entre nossos povos.

Finalizando, quero mais uma vez expressar a minha alegria em estar comemorando esta merecida homenagem recebida pelo senhor Teixeira, desejando-lhe muita saúde e sucesso, assim como a todos aqui presentes.

Muito obrigado.” – Tsuyoshi Yamamoto.

“Ilustríssimo Sr. Tsuyoshi Yamamoto, Consul Geral do Japão no Rio de Janeiro, desejo saudá-lo e, em seu nome , cumprimentar as demais autoridades do Consulado no Rio de Janeiro , assim como as autoridades japonesas presentes a este evento.

Ilustríssimo Sr. Leslie Kikoler, representante do Sr. Carlos Arthur Nuzman, Presidente do Comitê Olímpico do Brasil e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio2016.

Prezados Companheiros Presidentes das Confederações de Esportes Olímpicos e que nos honram com suas presenças: Helio Meireles – Confederação de Pentatlo Moderno; Paulo Pacheco – Confederação de Golfe; Sidney Rocha – Confederação de Hoquei sobre a grama; e Carlos Fernandes – Confederação de Taekwondo.

Prezados amigos Presidentes das Federações filiadas à CBJ: Francisco Grosso – Do Estado do Rio de Janeiro; e Alessandro Puglia – Do Estado de São Paulo.

Querido amigo e Campeão Olímpico de Judô em Barcelona/92: Rogério Sampaio.

Meus amigos, estou verdadeiramente honrado com esta homenagem e em receber o “Diploma de Honra ao Mérito do Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão”.
Ano passado, o Brasil e o Japão completaram 120 anos do “Tratado de Amizade , Comércio e Navegação”, assinado em 05 de novembro de 1895, em Paris, na França. Em 18 de junho de 1908, aportou em Santos o navio Kasato-Maru, trazendo a bordo os primeiros 781 imigrantes japoneses para o Brasil. A partir desse momento começa a história da introdução do judô no Brasil.

O judô no Brasil foi construído através dos ensinamentos dos imigrantes japoneses. A primeira medalha olímpica no judô foi conquistada por um japonês naturalizado brasileiro, Chiaki Ishii, nos Jogos de Munique no ano de 1972.  A partir dessa conquista, o Brasil alçou voos mais longos até se tornar, nos Jogos de Londres/2012, a modalidade esportiva brasileira com mais medalhas olímpicas, 19 no total.

O técnico da seleção brasileira masculina , Luis Shinohara, é descendente de japonês. A Assistente técnica da seleção feminina, Yuko Fujii, é japonesa. Entre tantos outros atletas nikkeis. O intercâmbio de judô entre o Brasil e Japão é cada vez mais intenso  e, todos os anos, a nossa seleção treina no Japão e a seleção japonesa vem ao Brasil.

A minha história de vida, a partir dos 10 anos de idade , é estreitamente ligada ao judô e, por conseguinte, ao Japão. Pessoas como Lhofei Shiozawa, Liogi Suzuki, campeoníssimos brasileiros de décadas passadas, Haruki Uemura, Presidente do Instituto Kodokan do Japão, assim como Yasuhiro Yamashita, ícone do judô japonês e mundial, fizeram ou ainda fazem parte do meu cotidiano como dirigente esportivo.

Por tudo aqui exposto, posso afirmar que este é um dia especial na minha vida pessoal e profissional, pois tudo aquilo que tenho como referência na minha vida, o trabalho sério, comprometimento, respeito, lealdade, disciplina , vieram de duas fontes primordiais: minha educação familiar e do meu esporte, o judô, que é um legado do Japão para o Brasil.

Concluindo, deixo meu especial agradecimento ao Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Sr. Fumio Kishida; ao Cônsul-Geral do Japão no Rio de Janeiro , Sr. Tsuyoshi Yamamoto, por esta homenagem à minha pessoa e ao judô brasileiro.

Obrigado pela presença de todos !” – Paulo Wanderley Teixeira.






Visualizar mais fotos


Veja Também
20/09/21 11:48 Brasil vai com oito novatos para o Grand Prix de Zagreb, primeira competição do judô pós-Tóquio 17/09/21 17:27 Daniel Cargnin participa de live de lançamento do Curso Formando Campeões para o Esporte e para a Vida, do COB 16/09/21 09:50 Em reunião semanal, presidência da CBJ alinha próximos passos do Programa de Apoio às Federações 15/09/21 11:26 Conselho de Administração aprova atualização do Código de Conduta Ética da CBJ 10/09/21 10:15 Nota de Pesar - André Matos Santiago 09/09/21 16:27 Colaboradores da CBJ recebem treinamento sobre integridade 09/09/21 14:48 Em webinar promovido pela CBJ, árbitros olímpicos vão analisar lances que marcaram o judô em Tóquio 01/09/21 17:57 Flamengo reforça elenco no judô com a campeã olímpica Rafaela Silva 01/09/21 17:50 COB amplia Programa Esporte Seguro para envolver organizações e comunidade esportiva do país 30/08/21 17:47 Competições estaduais aquecem o clima para a retomada dos eventos nacionais
PATROCINADOR MASTER
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
PARCEIROS DE MÍDIA
 
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB