Carregando...
08/07/2024 14:11:00
Seleção Brasileira - Transição

Judoca da seleção júnior participará do programa Vivência Olímpica, do COB, em Paris

Kaillany Cardoso (70kg), medalhista em dois mundiais da base, foi uma das 12 selecionadas pelo Time Brasil para a experiência nos Jogos Olímpicos

Judoca da seleção júnior participará do programa Vivência Olímpica, do COB, em Paris
Kaillany Cardoso (70kg) irá à Paris pelo programa Vivência Olímpica, do COB. Foto: Anderson Neves/CBJ

O judô brasileiro teve um de seus jovens talentos selecionados para integrar o time de 12 atletas no programa Vivência Olímpica, do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Kaillany Cardoso, duas vezes vice-campeã mundial Sub-21 neste ciclo, foi selecionada pelo COB e CBJ e vai viver a experiência dos Jogos Olímpicos, em Paris, neste mês. 


“Eu estou muito feliz por essa oportunidade. Eu não esperava. É uma oportunidade única na minha vida e eu quero aproveitar muito tudo isso. Recebi a notícia logo depois da minha medalha aqui em Praga, então completou meu dia, tornou ele mais especial. Quero muito agradecer a Deus por essa oportunidade, ao COB, à CBJ, ao meu clube Minas Tênis Clube e espero que sejam dias incríveis na minha vida”, comemorou Kaillany. 


O programa foi criado nos Jogos de Londres 2012 e mantido até os Jogos do Rio 2016, onde o judô teve Nathália Brígida (48kg) e Rafael Macedo (90kg) como representantes. Em Tóquio, devido à pandemia de covid-19, o Vivência foi suspenso e retorna agora para Paris contemplando 12 atletas. Além da judoca, foram selecionados Ryan Kainalo, do surf, Taiane Justino, do levantamento de pesos, Lucas Fonseca, da vela, Celine Bispo, da natação, Matheus Melecchi, das águas abertas, Pedro Oliveira, do vôlei de praia, Rebeca Lima, do boxe, Thiago Resende, do atletismo, Yuri Guimarães, da ginástica artística, Júlia Kudiess, do vôlei, e Isabelle Estevez, do tiro com arco. 


“A ideia do programa é fazer com que os jovens de fato vivenciem o que são os Jogos Olímpicos e comecem a se ambientar com esse universo. Em Paris eles vão poder acompanhar tudo o que envolve a operação do COB para os atletas do Time Brasil e vão sentir o gostinho do que é fazer parte dos Jogos Olímpicos. Tenho certeza de que sairão muito motivados para voltarem como atletas efetivos nas próximas edições”, explicou o diretor de Desenvolvimento e Ciências do Esporte do COB, Kenji Saito. 



Beatriz Comanche é convocada como atleta de apoio


A CBJ, por sua vez, também tem seu próprio programa de jovens e, desde Pequim 2008, leva atletas das equipes de base para apoiar os treinamentos da equipe olímpica na aclimatação. Medalhistas olímpicos, como Rafaela Silva, Daniel Cargnin e Felipe Kitadai são alguns dos judocas que já foram apoio antes de serem olímpicos.