Voltar para o topo

Notícias

09/05/22 11:43

Presidente da CBJ solidariza-se à judoca ucraniana Daria Bilodid, que veio treinar no Brasil

Silvio Acácio Borges encontrou-se com a atleta, sua mãe e o treinador espanhol, Sugoi Uriarte, no treinamento de campo da seleção brasileira, em Pindamonhangaba

Sugoi Uriarte, Svitlana Kuznetsova, Silvio Acácio e Daria Bilodid. Foto: Lara Monsores/CBJ Sugoi Uriarte, Svitlana Kuznetsova, Silvio Acácio e Daria Bilodid. Foto: Lara Monsores/CBJ

O presidente da Confederação Brasileira de Judô, Silvio Acácio Borges, esteve na concentração da seleção brasileira de judô, em Pindamonhangaba (SP), na última sexta-feira, 06, para acompanhar o treinamento de campo internacional promovido pela CBJ. O camp começou no dia 03 de maio e vai até a próxima sexta-feira, 13, com a participação de judocas da Alemanha, Chile, Espanha, El Salvador, Equador e da estrela ucraniana, Daria Bilodid.  

Em face do difícil momento enfrentado pela judoca em seu país, Silvio Acácio cumprimentou-a pessoalmente e fez questão de prestar sua solidariedade, em nome do judô brasileiro, à atleta e sua mãe, Svitlana Kuznetsova, que também é sua treinadora, e a acompanha no camp em Pindamonhangaba.   

“Eu estava no Mundial de Baku, em 2018, no seu primeiro título mundial e fiquei muito impressionado. Sinto muito pelo o que está acontecendo em seu país. Gostaria de reforçar que vocês são muito bem-vindas aqui no Brasil. Espero que estejam tendo uma ótima estada e aproveitando bastante esse treinamento. A CBJ estará sempre de portas abertas para vocês e já deixo o convite, extensivo a toda a seleção ucraniana, para voltarem no próximo treinamento que realizaremos em agosto”, disse Silvio Acácio à Bilodid e sua mãe, que agradeceram a gentileza e a receptividade dos brasileiros. 

“É a minha primeira vez no Brasil e estou gostando muito. Aqui tem atletas muito fortes, então é bom para minha preparação, para o meu judô. O Brasil é um país ensolarado, com bom clima e pessoas positivas. Me sinto muito honrada e é uma grande oportunidade para mim estar aqui neste treinamento tão forte”, pontuou Bilodid.  

Também participaram do encontro o gerente de Alto Rendimento da CBJ, Marcelo Theotonio; Katherine Campos, assistente da gerência de Alto Rendimento da CBJ; e o técnico espanhol, Sugoi Uriarte, que abriu as portas de seu centro de treinamento em Valência, na Espanha, para que Bilodid pudesse retomar sua preparação. A mãe e a avó a acompanham na Espanha, mas seu pai, Gennadiy Bilodid, que também é judoca, não pôde deixar a Ucrânia.  

“Eu sou muito grata ao judô. Nesse momento difícil no meu país, muitas pessoas do judô me ajudaram, eu pude ver que tenho grandes amigos no judô. Sou muito feliz por estar nessa grande família do judô. É muito doloroso para mim, mas quando faço judô, quando treino, eu tento não pensar muito nessa situação e me ajuda, tanto mentalmente, quanto fisicamente”, descreveu a atleta.  

Bilodid é um dos maiores fenômenos do judô mundial na atualidade. Ela teve uma ascensão meteórica no início do ciclo para Tóquio e tornou-se a judoca mais jovem da história a conquistar um título mundial, com apenas 17 anos, quando venceu a japonesa Tonaki Funa, na final do Mundial de Baku, em 2018. O bi veio em 2019, em Tóquio, com vitória, novamente, sobre Tonaki Funa. Nos Jogos Olímpicos, porém, a japonesa conseguiu a revanche e bateu a ucraniana na semifinal. Bilodid terminou os Jogos com o bronze e Tonaki com a prata. O ouro foi para a kosovar Distria Krasniqi.   

Mas, todas essas conquistas foram na categoria Ligeiro (48kg) que, agora, ficou para trás. Para Paris, a estrela ucraniana encara um novo desafio, subindo duas categorias de uma vez. A estreia no 57kg foi no Campeonato Europeu deste ano, com uma vitória na estreia e derrota nas oitavas para a francesa Priscilla Gneto. 

Para Bilodid, a vinda ao Brasil tem como objetivo, justamente, a adaptação à sua nova categoria de peso. Para isso, nada melhor do que treinar com uma campeã olímpica e mundial do peso leve. 

“Foi interessante (treinar com a Rafaela), por que Rafaela é uma grande estrela, muito forte nessa categoria. Para mim, é um novo desafio, é algo novo para mim. É claro que eu preciso trabalhar duro, e eu farei isso. Preciso de mais tempo para me sentir bem nessa nova categoria, mas farei o meu melhor para vencer e conquistar medalhas nessa categoria também”, projeta. 





Veja Também
28/06/22 16:15 COB cria Modelo de Desenvolvimento Esportivo que detalha caminho do atleta desde a formação até o pós-carreira 27/06/22 19:36 Brasileiro Sub-18 aumenta competitividade interna e esquenta briga por vaga no Mundial da Bósnia 24/06/22 18:28 Campeonato Brasileiro Sub-18 de Judô começa neste sábado, em Vitória (ES) 17/06/22 14:06 CBJ presta solidariedade à família Queiroz pela perda da senhora Girlene Maia Queiroz 12/06/22 20:06 Brasileiro Sênior - São Paulo e Minas Gerais lideram quadros de medalhas 12/06/22 08:52 ASSISTA AO VIVO - 2º DIA DO CAMPEONATO BRASILEIRO SÊNIOR DE JUDÔ 11/06/22 01:45 ASSISTA AO VIVO - 1º DIA DO CAMPEONATO BRASILEIRO SÊNIOR DE JUDÔ 11/06/22 01:42 Brasileiro Sênior reúne elite do judô nacional em Porto Velho, Rondônia, neste final de semana 10/06/22 11:03 Em Brasília, presidente da CBJ apresenta cenário do judô para Paris 2024 em audiência na Comissão do Esporte 06/06/22 17:20 Educação CBJ qualifica mais de 500 profissionais de judô no primeiro módulo do Programa de Formação Continuada de Treinadores
PATROCINADOR OFICIAL
 
Apoio
Travel Ace Assistance CBC
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB