Voltar para o topo

Notícias

26/03/21 11:13

Larissa Pimenta fica em 5º e Ketelyn Nascimento em 7º lugar no primeiro dia de Tbilisi

Pimenta parou em Joana Ramos, de Portugal, na luta pelo bronze e Nascimento não passou por Marica Perisic, da Sérvia, na repescagem

Larissa Pimenta (52kg) enfrentou Joana Ramos (POR) na luta pelo bronze. Foto: Marina Mayorova/IJF Larissa Pimenta (52kg) enfrentou Joana Ramos (POR) na luta pelo bronze. Foto: Marina Mayorova/IJF

Quatro judocas brasileiras lutaram na madrugada desta sexta-feira, 26, no primeiro dia de disputas do Grand Slam de Tbilisi, na Geórgia, etapa que distribui até mil pontos no ranking classificatório para os Jogos de Tóquio. O melhor desempenho veio com a meio-leve Larissa Pimenta (52kg), que disputou a medalha de bronze com a portuguesa Joana Ramos e deixou o pódio escapar, terminando em quinto lugar. Ketelyn Nascimento (57kg) parou na repescagem e ficou em 7º lugar. Gabriela Chibana (48kg) e Jéssica Pereira (57kg) não avançaram ao bloco final. 

Atual número 10 do mundo, Pimenta chegou à Geórgia como uma das cabeças-de-chave de sua categoria e confirmou o favoritismo nas preliminares. Estreou com vitória nas punições sobre atleta local Mzia Beboshvili, e avançou às quartas com um belo ippon contra a chinesa Kexin Zhang. Em seguida, a brasileira conseguiu outra linda projeção para superar a húngara Reka Pupp e chegar à semifinal. 

Contra a britânica Chelsie Giles, campeã do Grand Slam de Tel Aviv há duas semanas, Pimenta não conseguiu encaixar seu jogo e perdeu a luta por ippon, sendo imobilizada pela adversária.  

Na luta pelo bronze, Pimenta conseguiu algumas projeções, mas não chegou a pontuar. O combate foi definido nas punições e Joana Ramos levou a melhor sobre a brasileira para ficar com o bronze. 

A peso leve Ketelyn Nascimento também chegou ao bloco final, mas não foi ao pódio, terminando em 7º lugar após cair na repescagem. Buscando pontos para entrar na zona de ranqueamento olímpico, Ketelyn estreou bem, com vitórias sobre Sevara Nishanbayeva, do Cazaquistão, e Sanne Verhagen, da Holanda.  

Nas quartas-de-final, a brasileira travou uma batalha de oito minutos e 44 segundos no Golden Score contra Kaja Kajzer, da Eslovênia, e acabou saindo derrotada nas punições. Ela ainda teria uma chance de buscar a medalha de bronze, mas precisaria vencer Marica Perisic, da Sérvia, na repescagem. A vitória, contudo, não veio, e Ketelyn fechou sua participação em 7º lugar, seu melhor resultado neste ano.  

No mesmo peso, Jéssica Pereira também passou da primeira luta ao vencer a marfinense Zouleiha Dabonne por ippon (imobilização), mas deu azar no sorteio da chave e pegou a atual campeã mundial Christa Deguchi, do Canadá, logo na 2ª rodada. A nipo-canadense trabalhou no chão e conseguiu um estrangulamento para abreviar a participação da brasileira no Grand Slam de Tbilisi.  

No peso ligeiro feminino, Gabriela Chibana (48kg) projetou Monica Ungureanu por waza-ari para ficar em vantagem. Na sequência da queda, a romena tentou encaixar um estrangulamento na brasileira, que se defendeu bem e evitou o ippon. 

No entanto, Ungureanu queixou-se com a arbitragem de uma suposta mordida da brasileira em sua mão. Os árbitros de vídeo revisaram o lance e optaram por desclassificar Chibana por conduta anti-desportiva. Posteriormente, a direção de arbitragem da FIJ admitiu que o hansokumake foi aplicado indevidamente, mas já não era mais possível retornar o combate.

Neste primeiro dia, o Brasil não teve representantes nas chaves masculinas dos pesos 60kg e 66kg. Eles estarão no Grand Slam de Antalya, na Turquia, no próximo final de semana.

O Grand Slam de Tbilisi continua neste final de semana com mais brasileiros em ação. Confira abaixo a agenda completa.  

O peso Leve brasileiro Eduardo Katsuhiro Barbosa (73kg) apresentou, nesta sexta-feira, 26, resultado positivo para COVID-19 e não lutará o Grand Slam de Tbilisi neste sábado, 27. Por precaução, o peso Meio-Médio Eduardo Yudy Santos (81kg), que dividiu quarto com Barbosa, também foi retirado da disputa, apesar de apresentar resultado negativo no teste para COVID-19 realizado pela organização do Grand Slam na quinta-feira, 25. 

Ambos estão assintomáticos e cumprindo os protocolos de isolamento sob os cuidados da Comissão Médica da CBJ que acompanha a delegação na Geórgia. 

 

Sábado, 27

Aléxia Castilhos (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg) e Ellen Santana (70kg).

3h00 - Preliminares

10h00 - Finais

 

Domingo, 28 

Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg), Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e Rafael Silva “Baby” (+100kg).


3h30 - Preliminares

10h00 - Finais 

Horários de Brasília 

Transmissão ao vivo - Live.ijf.org 





Veja Também
17/04/21 18:15 Judô brasileiro tem dobradinhas no 48kg e 57kg, e fecha Open de Guadalajara com sete medalhas 16/04/21 23:19 Brasil conquista mais sete pódios e é campeão geral do Campeonato Pan-Americano Sênior de Guadalajara 15/04/21 20:31 GUADALAJARA 2021 - Brasil conquista três ouros, duas pratas e dois bronzes no primeiro dia de Pan-Americano 15/04/21 12:57 ASSISTA AO VIVO - Dia 1 do Campeonato Pan-Americano Sênior de Guadalajara 13/04/21 17:51 Judô em destaque na programação especial do Canal Olímpico do Brasil a 100 dias de Tóquio 13/04/21 16:41 ENTREVISTA - Mayra Aguiar 12/04/21 14:22 Nota de pesar - José Marcelo Moreira Frazão, presidente da FECJU (CE) 12/04/21 11:27 Seleção brasileira de judô disputa o Campeonato Pan-Americano a partir desta quinta-feira, 15 11/04/21 08:56 Nota de Esclarecimento 08/04/21 16:47 Silvio Acácio Borges celebra posse como presidente para o mandato 2021-2025 à frente da CBJ
PATROCINADORES
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB