Voltar para o topo

Notícias

24/03/21 10:32

Camilo, Guilheiro, Canto... brasileiros despedem-se do ídolo Toshihiko Koga

Japonês, lenda do judô mundial, faleceu nesta quarta-feira, 24, aos 53 anos

Toshihiko Koga, lenda do judô mundial. Arte: Fighting Films Toshihiko Koga, lenda do judô mundial. Arte: Fighting Films

A família do judô mundial amanheceu de luto nesta quarta-feira, 24, pelo falecimento de uma das lendas do judô, o japonês Toshihiko Koga, campeão olímpico em Barcelona 1992 e tricampeão mundial. Koga tinha 53 anos e lutava contra um câncer desde o ano passado.  

A notícia de sua morte surpreendeu a todos e gerou uma comoção mundial, com diversos atletas e personalidades do esporte prestando homenagens pelas redes sociais ao judoca japonês.  

“Em cada eri-ippon-seoi, eri-seoi ou sode que eu fazia, tinha uma tentativa de copiá-lo. Toshihiko Koga se foi, mas o seu legado será eterno”, disse o duas vezes medalhista olímpico brasileiro, Leandro Guilheiro.  

“Por quantas e quantas vezes meu professor, sensei Uichiro Umakakeba, contou histórias sobre ele e emprestou para meu pai fitas de VHS para assistirmos em casa. Era bonito de se ver, um judô plástico e muito objetivo, a busca pelo ippon! Bons exemplos devem ser seguidos! Descanse em paz campeão! Arigato”, relembrou Tiago Camilo, medalhista de bronze em Pequim 2008 e vice-campeão olímpico em Sydney 2000.  

“Sua última olimpíada foi minha primeira. Ele já era uma lenda e eu apenas mais uma vítima do seu mágico tokui waza. Toshihiko Koga, você inspirou toda a nossa geração. Vai em paz, meu amigo”, despediu-se Flavio Canto, relembrando sua luta contra Koga nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996, quando o japonês conquistou a prata, sua segunda medalha olímpica.  

Conhecido como o “Rei do Seoi-Nage”, Koga inspirou toda uma geração de judocas por seu estilo técnico e criativo nos tatamis, executando com maestria técnicas como o ippon-seoi-nage, morote-seoi-nage com uma mão e sode-tsuri-komi-goshi.  

"Acho que você sempre tem que ter uma mente aberta para adotar novas abordagens e novos caminhos na solução de problemas. Eu sempre quero este vento fresco soprando em meu coração e mente, enquanto enfrento o desafio de meu último objetivo.” Esse era o seu lema. 

Toshihiko Koga representou o Japão em três Jogos Olímpicos seguidos: Seul 1988, Barcelona 1992 e Atlanta 1996. Aposentou-se em 2000 e foi técnico da seleção feminina japonesa.  

A Confederação Brasileira de Judô expressa seu profundo pesar pela perda de um dos maiores judocas de todos os tempos e solidariza-se aos familiares, amigos e à Federação Japonesa de Judô neste momento de despedida e tristeza. Descanse em paz, Koga. 





Veja Também
24/05/22 10:53 Aberto Nacional Sub-23 é nova aposta da CBJ para acelerar processo de transição base-principal 20/05/22 10:34 CBJ lamenta o falecimento do sensei João Shimabukuro 19/05/22 10:06 ELEIÇÃO CACBJ - Conheça os candidatos 17/05/22 16:02 Mayra Aguiar e João Derly inspiram nova geração de judocas em festival infantil promovido pela Sogipa 14/05/22 21:49 SUL-AMERICANO DE VETERANOS - Maioria entre os inscritos, brasileiros dominam pódios do Sul-Americano de Veteranos 13/05/22 21:14 PAN-AMERICANO DE VETERANOS - Com maior delegação, Brasil lidera quadro geral de medalhas, fechando competição com 181 medalhas 13/05/22 18:36 Rafael Silva representa Judô no III Fórum de Comissões de Atletas promovido pela CACOB 13/05/22 17:53 Nunca é tarde demais para tentar de novo 13/05/22 11:50 Animada cerimônia de abertura do Pan de Veteranos tem apresentação da Banda Yayá Muxixa e presença de autoridades 12/05/22 13:47 Conselho de Ética forma Comitê Eleitoral para conduzir eleição da Comissão de Atletas da CBJ
PATROCINADOR OFICIAL
 
Apoio
Travel Ace Assistance CBC
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB