Voltar para o topo

Notícias

14/12/19 12:06

Brasil fecha World Masters de Qingdao com dois quintos e um sétimo lugar

Pesados David Moura e Maria Suelen lutaram pelo bronze, enquanto Beatriz Souza foi até a repescagem na última competição do ano

David Moura (+100kg) na disputa pelo bronze com Henk Grol (NED). Foto: Gabriela Sabau/IJF David Moura (+100kg) na disputa pelo bronze com Henk Grol (NED). Foto: Gabriela Sabau/IJF

Neste sábado, último dia do World Masters de Qingdao, na China, o Brasil foi representado no tatame por oito judocas dos pesos mais pesados. Os melhores resultados do país na competição, que encerra a temporada 2019, vieram com os pesados David Moura (+100kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg), que disputaram o bronze e ficaram em quinto lugar.  

Além deles, Beatriz Souza (+78kg) também chegou ao bloco final, parando na repescagem e trazendo para casa os pontos do sétimo lugar no Masters.  

A competição reuniu apenas os 36 melhores do mundo em cada categoria e distribuiu até 1800 (ouro) pontos no ranking mundial. Um quinto lugar no Masters (648) é quase uma prata em Grand Slam ou um ouro em Grand Prix (700).  

TRÊS BRASILEIROS NO BLOCO FINAL

David Moura foi o brasileiro que chegou mais longe na competição. Ele venceu Sven Heinle (GER), Ushangi Kokauri (AZE) e Roy Mayer (NED), todos por ippon, nas preliminares, e chegou à semifinal, onde parou no ippon do atual campeão mundial Lukas Krpalek, da República Tcheca.  

Na luta pelo bronze, o brasileiro encarou o holandês Henk Grol, que conseguiu a projeção e assegurou o pódio para a Holanda.  

Maria Suelen, por outro lado, precisou recuperar-se de um revés nas quartas diante Shiyan Xu para chegar à disputa pelo bronze. Atual número 3 do mundo, Suelen venceu Kayra Sayit (TUR) e Sara Alvarez (ESP) nas preliminares, além de superar Yelizaveta Kalanina (UKR) na repescagem, todas por ippon.  

No combate pelo pódio, ela sofreu três punições e a medalha ficou com a sul-coreana Hayun Kim.  

Na mesma categoria, Beatriz Souza, número 7 do mundo, que vinha de um bronze no tradicional Grand Slam de Osaka, no Japão, começou bem, com vitória sobre Mi Ji Han (KOR) e Raz Hershko (ISR), até parar na Azeri Iryna Kindzerka, nas quartas.  

Na repescagem, Bia forçou duas punições à Marina Slutskaya (BLR), mas sofreu três e não avançou à luta pelo bronze.  

Veja como foram os demais atletas brasileiros:

 

  • Gabriela Chibana (48kg): conseguiu um waza-ari contra Katharina Menz (GER), mas sofreu o ippon na primeira rodada. 
  • Larissa Pimenta (52kg): Sofreu três punições na primeira luta diante da francesa Astride Gneto, que conquistou o bronze.
  • Aléxia Castilhos (63kg): Caiu para a chinesa Jing Tang por ippon na primeira luta.
  • Ketleyn Quadros (63kg): Parou em Geke Van Den Berg (NED), por ippon, na primeira luta. 
  • Maria Portela (70kg): Não passou por Gemma Howell (GBR) na estreia. 
  • Mayra Aguiar (78kg): Levou três punições na luta contra a sul-coreana Jeongyun Lee. 
  • Felipe Kitadai (60kg): Estreou com vitória sobre Adonis Diaz (USA), mas caiu nas oitavas diante de Sharafudin Lutfillaev (UZB)
  • Phelipe Pelim (60kg): Venceu Whenzi Liu na primeira luta e parou em Gusman Kyrgyzbayev (KAZ) nas oitavas. 
  • Eric Takabatake (60kg): Perdeu para o mongol Unubold Lkhagvajamts na primeira luta. 
  • Daniel Cargnin (66kg): Perdeu para Ziyang Xue, da China, na estreia. 
  • Eduardo Yudy (81kg): Não passou por Anri Egutidze (POR), na primeira rodada. 
  • Rafael Macedo (90kg): Parou em Komronshokh Ustopiryon (TJK) na estreia. 
  • Leonardo Gonçalves (100kg): venceu o russo Kiril Denisov, por ippon, na estreia, mas parou no israelense Peter Paltchik, nas oitavas. 
  • Rafael Buzacarini (100kg): Não passou pelo campeão mundial Jorge Fonseca na primeira luta. 
  • Rafael Silva (+100kg): Venceu Aliaksandr Vakhaviak (BLR), na estreia, e parou no vice-campeão olímpico Or Sasson, de Israel, nas oitavas.  




Veja Também
27/01/20 11:31 Judô brasileiro disputará Abertos de Odivelas e Sófia em preparação para o Grand Slam de Paris 25/01/20 14:35 Judô brasileiro fecha Grand Prix de Tel Avi em grande estilo com mais três medalhas neste sábado, 25 24/01/20 23:16 Nota oficial - Rafaela Silva 24/01/20 16:12 Presidente e gestores da CBJ prestigiam Shotyugueiko de Bastos 24/01/20 11:20 Eduardo Yudy vence Dominic Ressel com belo ippon e conquista segundo bronze do Brasil no Grand Prix de Tel Aviv 23/01/20 10:41 Daniel Cargnin vence israelense na disputa pelo bronze de Tel Aviv e fatura a primeira medalha do judô brasileiro em 2020 22/01/20 17:13 CBJ e Forças Armadas alinham planejamento técnico das equipes de judô para 2020 22/01/20 11:05 Após treinos na Europa, Judô brasileiro estreia no Grand Prix de Tel Aviv, nesta quinta, em busca das primeiras medalhas de 2020 21/01/20 17:36 Treinamento de campo Sub-21 promove intercâmbio entre brasileiros, franceses e argentinos, em São Paulo, nesta semana 16/01/20 13:46 Tashkent, no Uzbequistão, sediará o Campeonato Mundial Sênior de Judô 2021
PATROCINADORES
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB