Voltar para o topo

Notícias

01/12/19 13:21

Resultados finais - Campeonato Brasileiro Sênior

Veja abaixo os resultados das finais disputadas neste domingo, 01, em Balneário Camboriú (SC)

O baiano Diego Santos (66kg) comemorou seu sétimo título brasileiro. Foto: Lara Monsores/CBJ O baiano Diego Santos (66kg) comemorou seu sétimo título brasileiro. Foto: Lara Monsores/CBJ

O ginásio multieventos Sergio Lorenzato, em Balneário Camboriú, recebeu, neste domingo, 01, as finais do Campeonato Braisleiro Sênior de Judô, última competição do calendário nacional de eventos da CBJ. 

Na primeira final do dia, Amanda Lima conseguiu duas projeções para desbancar a então campeã brasileira, Eduarda Francisco, do Rio de Janeiro, e garantir o primeiro ouro para Minas Gerais. 

Em seguida, o maranhense de Imperatriz, Ítalo Mazzili, forçou três punições contra Fellipe Almeida, do Rio, e levou o ouro dos ligeiros. 

Na terceira luta, o Rio, conseguiu, enfim, seu primeiro ouro na competição, com a meio-leve Yasmim Lima, que defendeu, diante de Maria Taba (MG), o título do 52kg. 

Na sequência, foi a vez de Diego Santos (BA) bater Gabriel Genro (RS) com um waza-ari no golden score e levar o ouro para a Bahia. 

Os gaúchos conseguiram reagir e arremataram dois ouros seguidos, com Jéssica Lima e David Lima. Eles venceram Layana Colman (MG) e Julio Koda Filho (MG), respectivamente. 

A sétima luta trouxe ao tatame Ana Carla Grincevicus (MS) contra a Mariana Silva (MG), que levou a melhor forçando três punições à adversária. 

Na final do 81kg, João Pedro Macedo (RS) deu o terceiro ouro ao Rio Grande do Sul ao derrotar Luanh Saboya (RJ) por ippon com uma chave de braço. 

Em seguida, Sarah Nascimento (MG), também utilizou uma técnica de finalização para fazer Érika Ferreira (CE) bater num estrangulamento. 

Minas conquistou mais um ouro no médio masculino, com Eduardo Bettoni vencendo Cleyanderson Silva (RJ) por ippon. 

Ariana Silva (MG) ampliou a vantagem mineira ao derrotar Gabrielle Ferreira (RJ) na final do 78kg.

A final do 100kg foi eletrizante. Rafael Buzacarini (SP) saiu na frente com um waza-ari, mas André Humberto não esmoreceu, buscou o empate e imobilizou o adversário para conquistar o ouro. 

No pesado feminino, Camila Yamakawa, do Mato Grosso do Sul, também por imobilização, venceu Sibilla Faccholi (SP) e defendeu seu título apenas três meses depois de dar à luz o pequeno Ali, que veio ao ginásio com a mais nova mamãe campeã do judô brasileiro. 

Fechando o dia, Tiago Palmini (MG) forçou três punições em Jonas Inocêncio (SP) e ficou com o título do pesado masculino. 

VEJA AQUI as súmulas e todos os resultados do Campeonato Brasileiro Sênior de Judô 2019. 





Veja Também
25/01/22 17:18 CBJ e CBDV estreitam laços por judô cada vez mais inclusivo e vitorioso 25/01/22 15:14 Seletiva Nacional Sub-18 e Sub-21 retorna ao calendário abrindo as competições do judô brasileiro em 2022 24/01/22 16:40 Treinamento de campo nacional de veteranos levará judocas para o QG da seleção brasileira 12/01/22 15:49 CBJ lança Programa de Desenvolvimento das Equipes de Transição do judô brasileiro 11/01/22 12:09 Daniel Cargnin inicia ciclo Paris 2024 em nova categoria de peso 10/01/22 17:04 Novo ciclo, novas regras 17/12/21 20:17 Seletiva 2021 - Equipe masculina de judô é formada para representar o Brasil em 2022 15/12/21 21:39 Seletiva 2021 - Equipe feminina de judô é definida para 2022 13/12/21 18:43 COMUNICADO - Kiko Pereira, Sarah Menezes e Andréa Berti integrarão comissão técnica da seleção brasileira de judô para o ciclo Paris 2024 08/12/21 15:58 Presidente e medalhistas olímpicos do judô prestigiam cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
PARCEIROS DE MÍDIA
 
Apoio
Travel Ace Assistance CBC
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB