Voltar para o topo

Notícias

08/11/19 21:41

De olho no bicampeonato, Luiza Cruz quer final “caseira” na Seletiva Sub-21

Campeã na categoria Pesado feminina em 2018, atleta do Reação espera decidir a final contra Anna Belém, da mesma equipe

O segundo dia do CBI: Seletiva Nacional Sub-21 tem clima de nostalgia para Luiza Cruz. Atleta do Insituto Reação, do Rio de Janeiro, Cruz foi campeã da edição 2018 da competição, realizado em Curitiba, no Paraná. Agora em Fortaleza, a judoca espera repetir o resultado do último ano para confirmar de vez o seu nome no torneio.

“Foi uma competição muito importante, até porque foi a primeira vez que fui campeã da Seletiva Nacional Sub-21. Me marcou muito a luta final contra a Viviane Motta porque a gente se conhece e acabou sendo uma vitória especial. Esse primeiro lugar me deu uma motivação especial para esta edição e estou chegando preparada para tentar terminar no topo de novo”, disse Luiza.

Experiência não falta para a atleta, que este ano integrou a seleção brasileira sênior em competições de nível internacional, como o Grand Slam de Brasília. E que podem fazer a diferença para manter a boa fase da temporada.

“A convivência e as competições que fiz com a seleção brasileira sênior acrescentam a gente de alguma maneira. Fiquei muito feliz pela convocação e estar entre várias atletas importantes do Brasil me dá mais bagagem para chegar aqui com mais vontade”, admite Luiza.

Ser duas vezes campeã de uma mesma competição não é tarefa das mais fáceis. Ainda mais com a concorrência na categoria, e a judoca sabe bem dos percalços. Anna Belém, campeã mundial Sub-18 e companheira de treino no Reação, também estará em busca do tão sonhado primeiro lugar. Para Luiza Cruz, disputar uma final contra Belém seria interessante.

“A gente torce para que a final seja entre nós, é melhor também para o Reação. Mas lutarei da mesma forma com quem tiver que ser, porque é uma competição muito dura e não tem como escolher adversário. Acredito que seria ótimo se a final for contra a Anna Belém mas antes dela terei outras ‘finais’ para disputar”, concluiu Luiza Cruz.

O segundo e último dia do CBI: Seletiva Nacional Sub-21 começa às 9h, com as disputas das categorias Ligeiro, Meio-Leve, Leve e Meio-Médio. Logo mais, às 11h, as atletas dos pesos Médio, Meio-Pesado e Pesado iniciam a caminhada no torneio. A entrada para o público, no BNB Clube de Fortaleza, é franca.

Confira a programação oficial da Seletiva Sub-21 aqui

Foto: Mayorova Marina / IJF





Veja Também
19/01/21 13:15 Judô despede-se de Shigueto Yamasaki, árbitro brasileiro em quatro Jogos Olímpicos 16/01/21 12:56 Judô brasileiro se despede do grande mestre Shuhei Okano 13/01/21 09:11 Beatriz Souza e David Moura terminam em 7º lugar, melhor resultado do judô brasileiro no World Masters de Doha 12/01/21 15:11 Silvio Acácio Borges é empossado no Conselho de Administração do Comitê Olímpico do Brasil 12/01/21 12:29 Seleção brasileira tentará reação no último dia do World Masters de Doha 11/01/21 11:06 Daniel Cargnin é o melhor brasileiro no primeiro dia do World Masters, em Doha 06/01/21 12:56 Federação Internacional de Judô confirma calendário 2021 com cinco Grand Slam e um Mundial até Tóquio 05/01/21 14:25 CBJ abre primeira janela de transferências interestaduais de 2021 05/01/21 10:20 A 200 dias de Tóquio, judocas se apresentam em Pindamonhangaba para concentração visando ao World Masters de Doha 21/12/20 22:11 Nota oficial - Rafaela Silva
PATROCINADORES
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB