Voltar para o topo

Notícias

11/09/19 15:18

ESPECIAL DIA DO ÁRBITRO ESPORTIVO - Com renovação e aprimoramento constante, arbitragem brasileira mantém tradição internacional

Quadro nacional teve novos árbitros promovidos à categorias internacionais e representante no Mundial de Tóquio, evento mais importante do ano

No Brasil, o dia 11 de setembro é marcado como o Dia do Árbitro Esportivo. Paixão, seriedade, atenção, convicção. Esses são alguns dos ingredientes que compõem um bom árbitro de judô para que o mesmo consiga alcançar grandes conquistas durante sua carreira. A primeira delas para muitos é alcançar a categoria de árbitro internacional FIJ A e, a partir de então, atuar em grandes competições intercontinentais chegando a um Campeonato Mundial e, finalmente, aos Jogos Olímpicos. Caminho que exige dedicação e treinamentos diários, preparo constante e muita determinação. 

Diversos árbitros brasileiros, como os senseis Emmanoel Andrade Matar “Maranhão”, José Pereira Silva e, mais recentemente, Edison Minakawa e Jeferson Vieira, trilharam esse caminho e chegaram aos megaeventos mundiais, olímpicos e paralímpicos. 

Confirmando a tradição brasileira de formar bons árbitros de nível mundial, em agosto deste ano, o país foi representado no quadro de arbitragem do Campeonato Mundial de Tóquio, evento mais importante do ano para o judo, pelo FIJ A André Mariano dos Santos. 

"Foi uma experiência sensacional. Tive uma atuação muito regular em 2018, no meu primeiro Mundial Sênior, em Baku, no Azerbaijão, e consegui manter essa consistência de atuações boas agora, em Tóquio. A caminhada está sendo percorrida. Tem muita coisa pela frente ainda para ser conquistada e tenho certeza que estou no caminho certo”, disse André, que, logo no retorno do Mundial, arbitrou também o Campeonato Brasileiro Sub-21, realizado nos dias 7 e 8 de setembro, em Lauro de Freitas, na Bahia. 

Para ele, retornar ao seu país após um Mundial e voltar ao tatami para arbitrar os combates das jovens promessas brasileiras é uma ótima oportunidade de compartilhar com seus colegas de arbitragem e atletas a experiencia adquirida internacionalmente nas maiores competições da modalidade. 

"É muito legal vir participar do Brasileiro sub-21, uma competição sensacional e muito importante no circuito brasileiro. O nosso país é um grande celeiro de bons talentos, não somente os judocas, mas também árbitros. Aqui é um grande laboratório, onde a gente aprende sempre com os nossos colegas e também pode passar um pouco da experiência que adquire em competições internacionais, que tem como cereja do bolo a Olimpíada que está chegando para fechar um belo ciclo", afirmou.  

Representante da nova geração de árbitros brasileiros, o FIJ A do Distrito Federal acredita que a preparação e a renovação da classe estão bem encaminhadas, com novos talentos surgindo. Nesse final de semana, por exemplo, os árbitros brasileiros Robson Kioshi e Marcelo Colonna foram promovidos e entraram nos seletos grupos dos FIJ B e FIJ A, respectivamente.  

"Dentro do tatame o trabalho é o mesmo e a arbitragem brasileira é muito forte, não deixa a desejar para nenhum outro país. Estamos no caminho certo e acredito que temos muito a acrescentar para o judô. Com o apoio que a CBJ nos fornece, junto com o presidente Silvio Acácio, as federações e a comissão de arbitragem, com o sensei Edison Minakawa, os árbitros irão se desenvolver com mais qualidade e se destacarão nas competições”, projetou André Mariano. 

A CBJ, neste dia 11 de setembro, Dia do Árbitro Esportivo, parabeniza os árbitros e árbitras que desempenham suas funções com comprometimento e dedicação, fazendo cumprir as regras, o respeito e o espírito esportivo no shiai jo. 





Veja Também
13/11/19 15:45 Seleção brasileira de judô é convocada para o último Grand Slam do ano, em Osaka, no Japão 12/11/19 17:54 Em Brasília, CBJ debate participação de atletas e preparação para Tóquio, na Comissão do Esporte, da Câmara dos Deputados 11/11/19 15:34 Em ação de integração com Federação, CBJ recebe visita de dirigentes e árbitros do Rio de Janeiro 11/11/19 10:59 Brasil fatura 50 medalhas nos Pan-Americanos Sub-13 e Sub-15 de Judô disputados no México 09/11/19 20:15 Seletiva Sub-21 de judô conta com clubes tradicionais de outros esportes 09/11/19 20:13 CBI: Seletiva Nacional Sub-21 chega ao fim com campeões dentro e fora do tatami 09/11/19 20:09 Da lesão ao título: Marcos Santos (81kg) celebra recomeço com primeiro lugar no CBI Seletiva Nacional Sub-21 09/11/19 20:08 Coração Valente! Técnico piauiense retorna às competições após passar por transplante de coração 08/11/19 21:41 De olho no bicampeonato, Luiza Cruz quer final “caseira” na Seletiva Sub-21 08/11/19 20:30 CBI: Seletiva Nacional Sub-21 tem sete clubes campeões no primeiro dia
PATROCINADORES
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB